Largo Rodrigo Fonseca Magalhães | 3150-126 Condeixa-a-Nova
 
 
 
239 242 043 | 239 941 439 | 917 512 644
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Documentação

 
 
 

Documentos e Informações

 
Os documentos necessários a reunir são:
  • Bilhete de Identidade ou passaporte do falecido
  • N.º de Contribuinte
  • N.º de Beneficiário ( Seg. Social, ADSE, Etc.)
 
Informações necessárias
  • Data e Local de Nascimento do Cônjuge
  • Data e Local onde foi contraído o matrimónio
  • Se houver descendentes, algum é menor de idade? Qual o nome do Cabeça de Casal ou pessoa responsável pelo menor
  • Data e local do óbito do Cônjuge (no caso do falecido ser viúvo)
 
É também conveniente informar a Agência Funerária se existem os seguintes documentos:
  • Testamentos ou documentos de Doações
  • Alvarás de sepulturas ( Campas de Família ou Jazigos)
  • Certidões de Nascimento do falecido com a actualização do estado civil ou do Cônjuge
  • Relatórios Médicos ou exames médicos do falecido
  • Outros documentos de interesse.
 
 
 

Óbito ocorrido no domicílio

 
O óbito quando ocorrido na residência da pessoa ou de alguém a quem o falecido estivesse a cargo, bastará que a referida pessoa ou o familiar entre em contacto connosco.

Na Agência Funerária Madeira, tratamos de tudo para a realização do funeral desde entrar em contacto com o Médico de Família, Médico assistente ou Delegado de Saúde, pároco e coveiro da área de residência, Junta de Freguesia, Sacristão Etc.

Somos também quem irá declarar perante as Autoridades Competentes a ocorrência do óbito, nomeadamente, Conservatórias do Registo Civil ou Policia de Segurança Pública.
 
 
 

Óbito ocorrido em Unidade Hospitalar

 
Ao ocorrer a morte de um ente querido num estabelecimento hospitalar, a própria instituição informa os familiares do ocorrido.

Os familiares deverão com a maior brevidade possível entrar em contacto com a nossa Funerária, situada em Condeixa-a-Nova, na área de Coimbra, mesmo antes de se dirigir à casa mortuária do hospital para que a Agência inicie todo o processo de preparação do corpo a fim de serem evitadas situações delicadas para os familiares.

De seguida, o óbito será declarado pela Agência Funerária Madeira à Conservatória do Registo Civil ou P.S.P. que por sua vez irá autorizar o realização do funeral.
 
 
 

Óbito ocorrido em lares

 
O óbito quando ocorrido na residência da pessoa ou de alguém a quem o falecido estivesse a cargo, bastará que a referida pessoa ou o familiar entre em contacto connosco.

Na Agência Funerária Madeira, tratamos de tudo para a realização do funeral desde entrar em contacto com o Médico de Família, Médico assistente ou Delegado de Saúde, pároco e coveiro da área de residência, Junta de Freguesia, Sacristão Etc.

Declaramos perante as Autoridades Competentes a ocorrência do óbito, nomeadamente, Conservatórias do Registo Civil ou Policia de Segurança Pública.
 
 
 

Óbito ocorrido em outros locais

 
Quando o óbito ocorre na sequência de um acidente (de viação, afogamento, crime, etc.), deverá ser de imediato contactada a força policial competente da área onde o sinistro ocorreu. Esta, por sua vez, avisará a autoridade de saúde e delegado do Ministério Público da área do ocorrido.

Em casos desta natureza, é por lei decretada pelo Dr. Delegado do Ministério Público um exame de autópsia ao corpo do falecido pelo que por norma, é proibido o contacto dos familiares com o corpo do mesmo.

Os familiares deverão contactar a Agência Funerária Madeira pois será informada pelas autoridades oficiais da data e hora da realização do referido exame e que irá manter os familiares ao corrente de como o processo está a decorrer.